É hora de se recadastrar ao Bolsa Família

eneficiários do programa Alforje Família precisam amodernar o arquivo em Belo Jardim, Achavascado de Pernambuco. De acordo com a ajuda da municipalidade, a atualização precisa ser ensejo na secretaria de Saúde do município.

Para amodernar o arquivo, os beneficiários precisam provocar: cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), algarismo de reconhecimento civil (NIS) de todos os habitantes da apartamento, cartão de vacina atualizado, peso e altura de todos os habitantes da apartamento. Se a beneficiária estiver grávida, além das documentações citadas, é preciso provocar o cartão de grávida.

O atendimento é executado de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 13h30. Quem não corporificar a atualização do arquivo, conseguirá ter o vantagem alto.

É hora de se recadastrar ao Bolsa Família

Para atualizar cadastro bolsa família do arquivo dos beneficiários do Programa Alforje Família e do Arquivo Único (CadÚnico) de Jacinto Machado está aberta. O recadastramento é realizado no Cras (Centros de Informações de Assistência Civil), de segunda a quinta-feira, das 7h às 13h e é preciso entregar CPF e título de eleitor do encarregado e os documentos pessoais de toda a família.

A técnica e gestora do Arquivo Único, Fabiana Fontana, explica que o técnica é fundamental para que todas as famílias já integrantes do programa continuem recebendo o óbolo mensalmente. “Lembrando também, inclusive que a família não receba o Alforje Família, porém tem o arquivo, é essencial amodernar”,completa.

O Arquivo Único (CadÚnico) é encarregado por identificar potenciais beneficiários de programas sociais do governo federal. A atualização é essencial constantemente que houver qualquer oscilação de direção, renda, academia das crianças, chegada e saída de indivíduos da família.

“É preciso entregar todas as informações do agrupamento acostumado, das qualidades do bairro, das formas de acesso a serviços públicos fundamentais e, similarmente, dados de cada um dos componentes da família. Amodernar as informações protege embora a família não perca nenhum vatagem”, explica Fabiana.

Mutirão intensifica recadastramento de famílias beneficiárias de programas sociais

Com foco nas famílias beneficiarias do programa Alforje Família com mais de 2 anos sem amodernar os dados no sistema, a Secretaria de Assistência Civil e Progresso Humano está realizando o Mutirão de Recadastramento do Arquivo Único (CadÚnico) para os programas sociais do governo federal. As famílias que se enquadram neste grupo abrange até o dia 15 de dezembro para realizarem a atualização, evitando o inibição de seu vantagem.

O mutirão está acontecendo nas 15 unidades dos Centros de Referencias de Assistências Sociais (CRAS) da Capital. Ao longo esta terça-feira (21) a equipe esteve no CRAS Altiplano e na próxima segunda-feira (27) estará no CRAS Araça. A atuação, de acordo com a coordenadora do Alforje Família, Maria Claudete Orso, visa complementar os afazeres das equipes nas unidades assistências do município, objetivando acudir-se esse grupo de famílias e evitar a afastamento delas do programa Alforje Família, que hoje é uma das principais fontes rendas destes lares.

“Estamos intensificando os afazeres, que acontecem ao longo todo ano, reforçando os atendimentos nas unidades de assistência no propósito de identificar estas famílias, que várias vezes são indivíduos sem acesso à informação e que acabam perdendo o tempo e tendo esta que, várias vezes, é sua única fonte de renda, interrupção. Por isto, é de extrema valia que se atentem ao tempo do recadastramento, busquem se informação e evitem estes transtornos,” explicou Claudete.

Nos dias de hoje, Cuiabá tem 80 mil indivíduos cadastradas no sistema de Castrado Único do Ministério do Progresso Civil e Batalha à Apetite (MDS) que possibilita o acesso há mais de 20 programas sociais, entre eles, o Alforje Família, que atende mais de 18 mil famílias na Capital.

De acordo com a coordenadora, para o recadastramento é preciso que o apelidar do vatagem apresente documentos originais e cópias do cartão do Alforje Família, do último extrato de pagamento do Alforje Família, do atestatório de apartamento do apelidar do cartão; carteira de Identidade, CPF, título de eleitor, carteira de trabalho, contra-cheque, atestado de casamento ou separação, atestado de decesso (do acessório carente) dos integrantes adultos da família. Para casos em que a família tenha crianças de 0 a 7 anos, os responsáveis precisam entregar a atestado de surgimento e cartão de vacina.

Para adolescentes, mais baixos entre 6 e 17 anos, entregar afirmativa de frequência aluno; ou em caso em que os pais não integrem a família, é preciso que o encarregado do menor apresente a afirmativa do Sugestão Tutelar ou Termo de Conserva.